1. (MACKENZIE-SP – MODELO ENEM) – “A população que, em 1790, era de quase 4 milhões de habitantes passou para cerca de 31 milhões em 1860. Dez anos depois, alcançava os 40 milhões. Boa parte desse contingente era formado por estrangeiros: entre 1830 e 1860, entraram no país quase 5 milhões de imigrantes europeus.” (José Robson de A. Arruda e Nelson Piletti)

Na história dos Estados Unidos, a ocupação e povoamento do atual território norte-americano, tiveram como justificativa a doutrina do “Destino Manifesto”. Sobre esta, é incorreto afirmar que:

a) explicitava uma visão racista que servia como alicerce moral para o desenvolvimento da nação.

b) seus fundamentos não foram utilizados para legitimar invasões, intervenções ou conquistas territoriais dentro e fora do território americano.

c) se baseava em um sentimento de superioridade do branco de origem europeia diante de índios e mexicanos.

d) continha elementos inspirados no Darwinismo Social, cuja análise das sociedades destacava a sobrevivência dos mais capazes.

e) os norte-americanos tinham sido predestinados por Deus à conquista dos territórios situados entre os Oceanos Atlântico e Pacífico.


Resposta: B


A doutrina do “Destino Manifesto”, reforçada no final do século XIX pela política do “Big Stick”, foi utilizada tanto para justificar a conquista de terras pertencentes a mexicanos e índios como a expansão norte-americana no Pacífico, com a ocupação do Havaí, Filipinas e outros territórios insulares.

2. (FUVEST-SP) – Entre as mudanças ocorridas nos Estados Unidos após a Guerra de Secessão (1861-65), destacam-se:

a) a garantia de direitos civis e políticos aos negros—incluindo o direito ao sufrágio universal— e o reconhecimento da cidadania dos imigrantes recém-chegados.

b) a consolidação da unidade nacional, a chegada de novas levas de imigrantes, o aumento do mercado interno e um grande desenvolvimento industrial.

c) graves desentendimentos em relação às fronteiras com o México, levando a uma guerra, na qual os Estados Unidos ganharam metade do território mexicano.

d) o incentivo à vinda de imigrantes e a definitiva ocupação do oeste, cujas fronteiras, em 1865, ainda estavam nas Montanhas Rochosas.

e) o empobrecimento e a humilhação do Sul que, derrotado pelo Norte, foi alijado das esferas do poder federal e teve sua reconstrução dificultada.


Resposta: B


Nos Estados Unidos, o final da Guerra de Secessão possibilitou a consolidação da supremacia política e econômica da burguesia do Norte, responsável pela industrialização do país. Esse processo foi favorecido pela expansão do comércio internacional dos Estados Unidos e pelo crescimento do mercado interno, fortalecido por uma intensa entrada de imigrantes europeus.

3.(MACKENZIE) – “A elite intelectual norte-americana e muitos outros colonos eram influenciados pelos ideais iluministas. Eles sonhavam com a formação de um novo país, independente da Inglaterra.” (José Jobson de A. Arruda e Nelson Piletti.)

Na independência das Treze Colônias da América, o pensamento iluminista serviu como suporte ideológico para a ruptura dos colonos com sua metrópole. Sobre esse tema, é correto afirmar que:

a) todos os pensadores iluministas acreditavam que a sociedade havia sido precedida por um “estado de Natureza”, no qual os indivíduos já nasciam com potencialidades socialmente diferenciadas

b) os iluministas valorizavam a razão e a liberdade do ser humano, considerando que cabia ao governo garantir os direitos naturais do cidadão à vida, à propriedade e à igualdade civil.

c) os iluministas, apesar de pretenderem corrigir as desigualdades sociais, defendiam a permanência da escravidão, pois o escravo era um bem material cuja propriedade deveria ser preservada.

d) o iluminista Adam Smith, defensor do fisiocratismo e autor do livro A Riqueza das Nações, pregava a liberdade de comércio e afirmava que a riqueza nacional provinha da atividade agrícola.

e) os iluministas prezavam a razão como instrumento intelectual indispensável, no que eram apoiados pela Igreja Católica, a qual passava por um processo de reformulação doutrinária.


Resposta: B


A alternativa contempla os principais aspectos da ideologia iluminista, quais sejam, o racionalismo, o liberalismo, a igualdade perante a lei e o contratualismo (o Estado como resultante de um contrato entre o governo e os cidadãos).

4.(FATEC) – As divergências entre a Inglaterra e os colonos da América, que levaram à Guerra de Independência dos Estados Unidos, tiveram origem nas seguintes questões:

a) Desenvolvimento das manufaturas coloniais e pagamento da dívida contraída pela Inglaterra na Guerra dos Sete Anos.

b) Imigração estrangeira para as colônias, nomeação de governadores pelos próprios colonos e extinção das assembleias coloniais.

c) Direito do Parlamento de legislar sobre as colônias, importação de manufaturados produzidos na Inglaterra e liberdade de culto.

d) Liberdade de comércio para as colônias, representação colonial no Parlamento e legalidade da cobrança de impostos.

e) Direito dos colonos de organizarem milícias, maior proteção às atividades agrícolas no Sul e incentivo ao ensino.


Resposta: D


Objetivando cobrir os gastos com a Guerra dos Sete Anos (1756-63), o Parlamento Inglês endureceu o fiscalismo em relação às Treze Colônias, lançando novas taxações sobre elas e procurando reprimir o “comércio triangular” da Nova Inglaterra com as Antilhas e a África. Tais iniciativas suscitaram a reação dos colonos do Norte; estes questionavam o direito de o Parlamento adotar medidas não aprovadas por eles, já que não tinham representação naquela casa legislativa (princípio do no representation, no taxation).

5.(UNESP) – Julgue as assertivas a seguir, referentes à independência das Treze Colônias Inglesas da América do Norte.

I – Foi um movimento que manteve a estrutura da sociedade colonial, preservando a escravidão.

II – A resistência interna das colônias foi fortalecida com o apoio externo dos países ibéricos.

III – Sofreu influência das ideias iluministas francesas, baseadas nos princípios de liberdade, propriedade e igualdade civil.

IV – A união das Treze Colônias contra a Inglaterra objetivava a ruptura do Pacto Colonial.

Assinale a alternativa correta.
a) Somente a assertiva I é falsa.
b) Somente a assertiva II é falsa.
c) Somente a assertiva III é falsa.
d) Somente a assertiva IV é falsa.
e) Todas as assertivas são verdadeiras.


Resposta: B


A assertiva II é falsa porque o único “país ibérico” a apoiar a luta dos colonos norte-americanos (ambiguamente denominada “resistência interna” na afirmativa) contra a Inglaterra foi a Espanha, aliada à França. A Holanda também colaborou com os insurretos sob o rótulo da “neutralidade armada”, desafiando o bloqueio naval imposto pelos ingleses às Treze Colônias.

6.(FGV) – A fixação de ingleses na América do Norte resultou em dois processos distintos de colonização. Assinale a alternativa que descreve corretamente as colônias do Sul.

a) Dependiam da economia familiar e desenvolveram uma ampla rede de relações comerciais com as colônias do Norte.

b) Apoiavam-se na servidão temporária, que fazia os colonos pobres serem explorados pelos grandes proprietários.

c) Baseavam-se em uma economia escravista e agroexportadora, cujos produtos principais eram o algodão e o tabaco.

d) Consolidaram-se como o primeiro grande pólo industrial das Américas, graças à vinda de produtores têxteis ingleses.

e) Caracterizaram-se pelo emprego de mão de obra assalariada e pela presença da grande propriedade agrícola monocultora.


Resposta: C


A questão contempla alguns aspectos fundamentais da colonização de exploração praticada pelos ingleses em suas colônias meridionais da América do Norte. Poder-se-ia acrescentar a prática da plantation, caracterizada pela monocultura e pelo latifúndio — além, obviamente, da produção voltada para o mercado externo.

7.(FATEC) – A colonização inglesa começou tardiamente, por causa de problemas políticos internos. Entretanto, se considerarmos os fatores que impulsionaram a fixação dos ingleses na América do Norte, poderemos citar, entre outros:

a) o controle total da colonização pelo Estado, que criou, para isso, as Companhias de Londres e de Plymouth.

b) o desenvolvimento de grandes lavouras de produtos tropicais, no Norte, e de pequenas propriedades, no Sul.

c) a utilização da servidão por contrato como forma de trabalho predominante nas Treze Colônias.

d) a relativa liberdade desfrutada por algumas colônias em relação às regras do mercantilismo.

e) o estabelecimento de diversas colônias no Caribe, para proteger o comércio das Treze Colônias.


Resposta: D


A colonização da porção norte dos atuais Estados Unidos caracterizou-se pela fixação de refugiados políticos e/ou religiosos ingleses. Eles fundaram colônias de povoamento, nas quais gozavam de certa autonomia administrativa, tributária e comercial.

8.(FAC. AMAZÔNIA-AM – MODELO ENEM) – “Cremos firmemente que todos os homens nascem iguais perante o Criador e têm direitos inalienáveis à vida, à liberdade e à busca da felicidade.” (Declaração de Independência dos Estados Unidos, 4 de julho 1776.)

Em sua Guerra da Independência contra a Inglaterra (1775-83), os colonos norte-americanos puderam contar, a partir de 1777, com a aliança da França e da Espanha, além de certa ajuda por parte da Holanda.

Assinale a alternativa que explica a participação francesa e espanhola na Guerra da Independência dos Estados Unidos.

a) Acima dos interesses econômicos próprios, França e Espanha procuravam impor limites à independência dos norte-americanos, pois rebeliões coloniais constituíam uma ameaça a todas as metrópoles europeias.

b) A Declaração de Independência foi largamente influenciada pelas ideias de Locke sobre os direitos naturais e as de Rousseau sobre a soberania popular, o que atraiu a simpatia da França para a causa norte-americana.

c) A aliança da França e da Espanha com as Treze Colônias na Guerra de Independência deveu-se à expectativa de enfraquecer o concorrente comum e recuperar colônias perdidas na Guerra dos Sete Anos.

d) A participação franco-espanhola na Guerra de In dependência dos Estados Unidos teve motivação sobretudo ideológica, devendo ser entendida no contexto da ameaça que o parlamentarismo inglês representava para as monarquias absolutas.

e) Os objetivos da França e da Espanha, ao apoiar os Estados Unidos na Guerra de Independência, inserem-se no quadro da competição entre países envolvidos no processo da Revolução Industrial.


Resposta: C


França e Espanha, que vinham perdendo colônias para a Inglaterra havia longo tempo (na Guerra dos Sete Anos a França
perdera o Canadá, então limitado à região de Québec), viram na Guerra de Independência dos Estados Unidos a oportunidade
de recuperar algumas possessões perdidas. Todavia, os territórios que lhes foram restituídos pela Inglaterra no Tratado
de Versalhes (1783) tinham bem pouca importância econômica — o que piorou a situação financeira da França, catalisando o início da Revolução Francesa.

9.(ENEM-SP) – “Em 4 de julho de 1776, as Treze Colônias que iriam formar os Estados Unidos da América declararam sua independência, justificando a ruptura do Pacto Colonial. Em palavras profundamente subversivas para a época, afirmaram a igualdade dos homens, apregoando como inalienáveis o direito à vida, à liberdade e à busca da felicidade. Afirmaram que o poder dos governantes, aos quais cabe a defesa daqueles direitos, deriva dos governados. Esses conceitos revolucionários, nos quais ressoavam as ideias do iluminismo, seriam retomados com maior vigor e amplitude treze anos mais tarde, na França.” (Adaptado de COSTA, Emília Vioti da. Apresentação da coleção. In: POMAR, Wladimir. Revolução Chinesa. São Paulo: UNESP, 2003.)

Considerando o texto acima, referente à independência dos Estados Unidos e à Revolução Francesa, assinale a alternativa correta.

a) A independência dos Estados Unidos e a Revolução Francesa fazem parte do mesmo contexto histórico, mas se baseavam em princípios e ideais opostos.

b) O processo revolucionário francês identificou-se com o movi mento de independência norte-americano no apoio ao absolutismo esclarecido.

c) Tanto nos Estados Unidos como na França, as teses iluministas sustentavam a luta pelo reconhecimento dos direitos considerados essenciais à dignidade humana.

d) Por ter sido pioneira, a Revolução Francesa exerceu forte influência no desencadeamento da independência norte americana.

e) Ao romper o Pacto Colonial, a Revolução Francesa abriu o caminho para as independências das colônias ibéricas na América.


Resposta: C


Apesar da incoerência entre os princípios expostos na Declaração de Independência dos Estados Unidos e a continuidade do escravismo naquele país, pode-se aceitar que as Revoluções Norte-Americana e Francesa incorporavam as ideias fundamentais do pensamento iluminista: liberdade e igualdade de direitos, dentro obviamente de uma perspectiva burguesa.

10.(UFPB) Parte do território da América do Norte foi colonizado pelos ingleses. A colonização foi realizada através das companhias de comércio e doações de terra feitas pelo rei. Desse processo, originaram-se 13 colônias, que se mantiveram até a independência. Sobre esse tema, é correto afirmar:

a) As tribos indígenas que habitavam o litoral foram preservadas.
b) As assembleias coloniais tinham total autonomia em relação ao Parlamento inglês.
c) A economia era o setor menos controlado, pois os colonos garantiam o monopólio inglês.
d) Nas colônias do sul, predominava a agricultura de exportação, baseada na grande
propriedade e no trabalho servil e escravo.
e) Nas colônias do norte, predominava a grande propriedade agrícola e as cidades passaram
a ter mais importância do que o campo.


Resposta: D